Tarifação: Reajustes e Defasagem!

Reajustes da Tarifação e Defasagem

Existem alguns Índices Econômicos que são utilizados para quantificar a Inflação no Brasil. Dentre eles destacam-se o IGP-M (FGV), o INPC (IBGE) e o IPCA (IBGE).

A fim de analisarmos consideraremos o IGP-M (FGV).

Veja os Reajustes que foram feitos na Tarifação de Contas e Serviços e, além disso, a Defasagem que ocorreu ao longo dos anos.

 

Tarifação: Reajuste x Inflação

Vejamos a análise a seguir:

Fonte: www.debit.com.br

 

Conforme a tabela acima, há 4 linhas (horizontais), onde:

  • 1ª Linha: Mostra as Datas consideradas; de janeiro/96 a julho/21 (semestres);
  • 2ª Linha: Aí temos o Custo para executar a tarefa de Receber/Pagar Contas;
  • 3ª Linha: Apresenta o valor da Tarifa (Comissão) que é paga pela CAIXA;
  • 4ª Linha: Nos dá a diferença (defasagem) entre o que gastamos e o que recebemos.

Serviços Não-Jogos (Bancários)

Estes Serviços foram introduzidos em 1995/1996 com a CAIXA pagando uma Tarifa de R$ 0,19, contra R$ 0,32 que era o Custo para executar tais serviços. Estes custos foram levantados por duas empresas, uma de São Paulo, capital, e outra de Campinas/SP (fizemos parte deste trabalho).

Apurou-se uma defasagem desde o início, onde a Tarifa paga cobre apenas 59,38% do Custo do trabalho (R$ 0,19 / R$ 0,32). E, obviamente, se mantém até hoje!

Aqui cabe uma pergunta bastante pertinente:

Além disso, devemos lembrar que o tempo decorrido, entre um Reajuste e outro, variava de 19 meses a 34 meses, ou seja, de 1 ano e meio a 3 anos.

Somente a partir de julho de 2018 que o Sindicato e a CAIXA estabeleceram que o Reajuste seria anual!

Com estes reajustes, pergunta-se:

Abaixo obtemos estas informações:

Fonte: www.debit.com.br

Observamos que de 1996 a 2021 a Inflação medida pelo IGP-M foi de 775,65%, o que faria com que o valor inicial de R$ 0,19 fosse corrigido para R$ 1,47 em julho/21.

Todavia, observe que o valor de R$ 1,47 seria a Tarifa a ser paga, se a CAIXA tivesse – no mínimo – feito a correção pela Inflação!

Uma vez que isto não aconteceu, qual é a real situação atual?

Tarifa Média atual

De acordo com a Tabela das Tarifas (julho/21) divulgada pela CAIXA, fizemos um cálculo para a apuração da Tarifa Média que o Lotérico recebe atualmente.

Tarifação – Média Ponderada (Dados)

Tomando como base de dados a planilha que a CAIXA divulgou em agosto/21, com valores que passaram a vigorar em julho/21, obtivemos os valores a seguir:

Tabela de novos valores, vigorando a partir de julho/21

Entenda a planilha:

  • 1ª Coluna: Descrição dos Serviços
  • 2ª Coluna: Quantidade de Autenticações
  • 3ª Coluna: Valores pagos pelos Serviços (Tarifação) em 2020 e 2021
  • 4ª Coluna: Quanto se ganha (Média) em 2020 e quanto será em 2021
  • 5ª Coluna: De quanto foi o reajuste

Para a Quantidade de Autenticações consideramos um conjunto de Lotéricas e, através dos dados das mesmas, calculamos a média das autenticações que elas praticavam no trimestre junho/julho/agosto/21.

A Tarifação foi fornecida pela Tabela que a CAIXA divulgou em agosto/21.

A Comissão foi calculada multiplicando a Quantidade Média de Autenticações pela Tarifa de julho/20 e, também, pela Tarifa de julho/21. Foram obtidas as Comissões Antiga e Nova, respectivamente.

Para o Reajuste (%) dividiu-se a Comissão Nova pela Comissão Antiga.

Na última linha “TARIFA MÉDIA POR AUTENTICAÇÃO” temos:

Reajuste de 07/2021

Nota-se, portanto, que o Reajuste feito com base no período de 07/2020 a 06/2021, foi de 7,58%    (R$ 0,8820 / R$ 0,8199).

Conclui-se que a Tarifa Média paga atualmente de R$ 0,88 é apenas 59,9% do valor que se deveria pagar   (R$ 0,88 / R$ 1,47 = 59,9%).

Sendo assim, há, hoje, uma defasagem de 40,1%!    (100% – 59,9%)
Em 1996, tinha uma defasagem de 40,6%!     [ (R$ 0,32 – R$ 0,19) / R$ 0,32 ]
Ou seja, nada mudou!

 

Antes de mais nada, saiba mais clicando aqui: defasagem

 

Em síntese, todos estes cálculos e análises simplesmente nos dão o valor da Tarifa Média necessária para que o Lotérico pague as despesas inerentes ao serviço prestado!

 

E a remuneração pelo serviço dele, quem paga?

 

Mais contas, menos lucros!

 

Capital de Giro Sem Custo para a Lotérica

2 Comments

  • Excelente artigo. Muito detalhado.
    Infelizmente esta é a situação do lotérico. Perdemos a única chance que tivemos em Brasília 3 ou 4 anos atrás de reverter ou ao menos minimiza significadamente esta situação caótica. Lutamos muito para chegar até Brasília … nadamos …nadamos pra depois morrermos na praia.
    Na pesquisas realizada pelo Sindicatos a maioria dos lotéricos se acovardaram e aceitaram as migálias proposta pela Caixa.
    Agora continuamos escravizados, continuando receber migalhas da Caixa…
    Essa situação vai piorar ainda mais com o passar do tempo e ao meu ver é irreversível..
    Classe lotérica desunida e sindicatos fracos…. não será possível reverter esta situação… lamentável

    RODRIGO JUSFREDO 2 de outubro de 2021
    • Boa tarde. Agradecemos pelo comentário!

      Redação CRV 4 de outubro de 2021

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado